Archive | Racismo

RSS feed for this section

Reuven Rivlin, presidente de Israel afirma que “a sociedade israelense está doente devido ao racismo”.

Reuven Rivlin foi eleito presidente de Israel em 10 de junho de 2014, tendo tomado posse no dia 24 de junho, em substituição do socialista Shimon Peres. É membro do partido sionista de extrema-direita Liduk, tal como o primeiro ministro Benjamin Netanyahu. Foi ministro das Comunicações durante o governo chefiado por Ariel Sharon, presidente do partido Liduk e presidente do parlamento israelense (israelita, em português de Portugal). É famoso pelas posições radicais que defende, tal como a sua oposição à criação de um Estado Palestino.

Numa conferência intitulada “Da xenofobia a aceitar o outro”, organizada no passado dia 19 de outubro pela Academia de Ciências e Humanidades de Israel, Reuven Rivlin surpreendeu os acadêmicos, cientistas, políticos, jornalistas e restantes assistentes declarando que “a sociedade israelense está doente devido ao racismo” e que “a tensão entre judeus e árabes dentro do Estado de Israel chegou a níveis sem precedentes”. Continue Reading →

Racismo sionista: o novo slogan do Movimento Juvenil Sionista EZRA é “QUEIMAR ÀRABES”

Tradução: Sionismo.net

Fonte: PalestinaLibre.org

Esta é a “memória” e o “respeito” dos setores mais extremistas e racistas do movimento sionista, para com a Humanidade em geral e para com o chamado Holocausto, em particular 

O novo slogan do Movimento Juvenil Sionista EZRA é “Queimar Árabes para uma melhor educação“.

Segundo notícia publicada dia 19 de maio de 2013, no diário israelense (pt, israelita) Maariv, instrutores juvenis deste movimento, conhecidos defensores do mais primário racismo sionista, levam camisolas com o texto “Queimar árabes para uma melhor educação”.

Queimar Árabes para uma melhor educação

Queimar Árabes para uma melhor educaçãosionismo racista

Segundo o diário citado, esta não é a primeira vez que este movimento sionista utiliza slogans racistas nas suas campanhas “educativas”. Anteriormente foram utilizadas camisetas com a frase “Morte aos árabes”.

Atitudes como esta não são casos isolados. O racismo e o apartheid fazem parte da política oficial de Is Continue Reading →

Política belicista israelense. Soam confusos tambores de guerra.

Autor: José Carlos García Fajardo

Sempre a mesma história, o uso incorreto das palavras: judeu, hebreu e israelita apresentados como sinónimos. Israelitas são os cidadãos do Estado de Israel. No Estado de Israel –que alguns se empenham em denominar “judeu”- vivem israelitas: uns são judeus e outros não. Os israelítas judeus, uns são de extrema-direita, ortodoxos cheios de privilégios (não pagam impostos, os que estudam em escolas rabínicas não cumprem o serviço militar obrigatório, e dedicam-se a impor as suas tradições) e outros são israelitas judeus progressistas, de esquerda, liberais e cosmopolitas. Outros são judeus israelitas agnósticos ou ateus e israelitas árabes, muçulmanos, cristãos ou drusos. Continue Reading →

O apartheid como ferramenta para a sobrevivência sionista.

Se alguém pretende entender o regime de Apartheid que existe nos Territórios Ocupados da Palestina, a realidade é a única evidência necessária.

Atualmente os palestinos (pt, palestinianos) necessitam documentos especiais – visados – para visitar a sua capital Jerusalém, para entrar na Palestina histórica, como a Akka ou Haifa, ou até no interior de Cisjordânia, se querem trabalhar nos assentamentos ou nas áreas que ficaram entre o Muro e a Linha Verde.

Enquanto isso, os colonos que vivem na Cisjordânia não necessitam essas autorizações. Aqui a discriminação entre os primeiros e os segundos é evidente. Continue Reading →

Apartheid: leis racistas e discriminatórias do estado sionista de Israel afetam a um número cada vez maior de famílias palestinas.

Mesmo que por um momento nos esquecesse-mos da ocupação do território da Palestina por parte de Israel, teríamos razões de sobra para acusar esse país de instaurar um regime de apartheid dentro das suas próprias ‘fronteiras’ (entendendo por estas a Linha Verde do Armistício de 1949, com toda a controvérsia que desperta, mas que é o consenso alcançado até agora pela comunidade internacional sobre um país criado faz 64 anos que continua recusando definir suas fronteiras definitivas, porque pretende apropriar-se da totalidade da Palestina histórica).

Por mais esforços e iniciativas empreendidos, resulta sempre insuficiente dar conta de tudo o que implica quando um Estado define oficialmente seu carácter ou natureza em função dum critério étnico-religioso exclusivo.

É isso o Estado de Israel: um Estado baseado sobre a premissa da superioridade judaica sobre todos os outros grupos étnicos, religiosos ou nacionais existentes no mundo. Continue Reading →

Capitão Israel: comics racista do grupo sionista dos EUA StandWithUs.

A nova criação do violento grupo sionista norte-americano StandWithUs é o herói de banda desenhada (br. histórias aos quadrinhos) Capitão Israel, uma exaltação da supremacia do nacionalismo judaico militante e masculinidade, que se apropriou descaradamente de antigos símbolos religiosos judaicos. StandWithUs é uma organização judaica abertamente racista. Eles deram-nos uma nova versão da já antiga história do Novo Homem-sionista.

Captain Israel - Capitão Israel - StandWithUs