Jerusalém.

Verifico que sempre existiu um enorme desconhecimento sobre a história da Palestina, especialmente sobre a cidade de Jerusalém.

Seguem algumas aclarações:

1- Jerusalém não foi fundada pelos israelitas, nem por judeus, mas sim por Jebuseus, um dos povos cananeus que constituem a estirpe palestina, faz 4200 anos. O Rei David conquistou-a 1200 anos depois.

Jerusalém - Cúpula do Rochedo

2- Jerusalém como  capital de Israel só existiu 70 anos em 4200 anos de História da Terra Santa, até o estabelecimento do moderno Estado de Israel, fundado em 1948. Jerusalém não é a capital histórica de Israel.

3- A cidade de Jerusalém conserva uma estrutura multiétnica e multirreligiosa, embora existam 2 partes básicas distintas: A Jerusalém Oriental Árabe, cristã e muçulmana e a Jerusalém ocidental, judaica.

4- Jerusalém esteve permanentemente habitada por palestinos, de religião muçulmana (83%), cristã (9%) e Judeus (8%), até a repartição da Palestina e o regresso massivo de Judeus de outras latitudes, com outras misturas raciais, que não tinham vivido aí durante quase 2000 anos.

5- Apesar da divisão da Palestina, auspiciada pela ONU em 29 de novembro de 1947 em dois Estados: Árabe e Judaico, Jerusalém foi declarada internacional.

6- Não obstante o ponto anterior, a cidade ficou dividida em duas partes: árabe (oriental) e judaica (ocidental) como consequência da guerra de 1948.

7- Em 1967 os sionistas tomaram Jerusalém, anexando a parte árabe, facto condenado pelas Nações Unidas em muitas ocasiones e que nem os Estados Unidos reconheceram.

8- Sendo assim, pretender que Jerusalém pertence unicamente a  Israel e que é a capital histórica do povo de Israel, é um grave erro histórico.

Autor: Dr.Armando Bukele Kattan

Fonte: http://www.aclarandoconceptos.com/

Tradução: Sionismo.net

, ,

No comments yet.

Deixe uma resposta