Ataque de “falsa bandeira”: Israel por detrás do conflito em Síria

A queda do governo do presidente da Síria, Basahr al-Asad, beneficia os interesses do regime de Israel, por isso o governo israelense faz todos os possíveis por acender as chamas do conflito no país árabe, segundo declarações prestadas em 26 de agosto, pelo ex-funcionário da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA),  Wayne Madsen.

De acordo com este ex-funcionário, o regime de Telavive, não teme que o grupo terrorista Al-Qaeda tome o controle desta nação, dado que este grupo serviria os interesses do regime sionista.

Madsen acrescentou que “os sauditas, Al-Qaeda, EUA, Reino Unido, França, Alemanha e israelenses” formaram uma aliança para uma possível intervenção militar em Síria.

Wayne Madsen

Madsen também assegurou que para atacar outros países como Líbia ou Iraque também se formaram alianças parecidas.

falsa bandeira

Referindo-se ao suposto ataque químico em Síria, Madsen afirmou que foi um ataque de “falsa bandeira” para culpar o presidente sírio e empreender uma ação militar contra essa nação.

No passado dia 21 de agosto, os terroristas informaram sobre a morte de várias pessoas nos arredores de Damasco, capital síria, como consequência dum ataque com armas químicas perpetrado supostamente pele exército do país árabe. Sob este pretexto, alguns países ocidentais e regionais, liderados pelos Estados Unidos EE.UU, defendem uma intervenção militar nesse país.

Não obstante, tais esforços têm resultado infrutuosos, uma vez que o exército sírio tem conseguido e revelado numerosas provas que demonstram que os autores desse ataque químico foram os grupos terroristas.

No sábado, 24 de agosto, uma unidade do exército sírio conseguiu entrar num armazém situado no bairro de Jobar, em Damasco, onde encontrou barris de gás tóxico com una etiqueta que especificava serem de fabricação saudita.

Tradução: www.sionismo.net

Fonte: HispanTV

,

3 Responses to Ataque de “falsa bandeira”: Israel por detrás do conflito em Síria

  1. Dagmar Marie 31/08/2013 at 01:43 #

    Enganam-se, apenas o presidente americano, Obama, tem interesse em invadir a Síria, par apagar os vestígios de Armas Químicas que ele cedeu aos Terroristas islamitas, que lutam e matam os sírios!!!
    Os fatos autais e anteriores, o comprovam:

    Ora, não é OBAMA que envia armamentos e dinheiro para os Terroristas, na Síria?
    Não foi Obama que entregou um Drone para que os iraquianos o pudessem copiar, sob alegação que caiu no IRÃ?
    Obama, monitora os telefonemas no mundo inteiro, sob alegação que é para combater o Terrorismo.
    Se realmente quisesse combater o Terrorismo, monitoraria os telefonemas de muçulmanos, que são Terroristas, e não dos europeus e asiáticos!!!
    Alega que combate Terrorismo, no entanto, deixou que os irmãos chechenos, praticassem Terrorismo na maratona de Boston, embora tivesse sido avisado pelo Serviço de Inteligência Russa, que eram perigosos, e cuja mãe deles estava fichada no FBI, como Terrorista.
    OBAMA alegou ter mandado matar OSAMA BIN LADEN, e nada foi provado. O interessante é que os enviados para o Oriente Médio, e que participaram da FARSA, num total de 24 (vinte e quatro), e 20 (vinte) já estão mortos, numa verdadeira ‘QUEIMA DE ARQUIVO”.
    A única realidade crua e nua é que OBAMA é aliado dos Terroristas muçulmanos, e lhes passa todas as informações necessárias sobre tudo que acontece no Ocidente, no que se refere ao combate ao Terrorismo, através de escutas de telefonemas e internet, para que possa avisar em tempo, seus amigos Terroristas muçulmanos, se alguma preparação para um atentado Terrorista, já foi descoberta, para os advertir. Quando os verdadeiros combatentes ao Terrorismo nada descobrem, o atentado é realizado.
    Se não tivesse essa intenção, não precisaria monitorar telefonemas dos Ocidentais e Orientais, porque eles não enviam Terroristas patra matar em outros países, como os muçulmanos!
    Em meio a um discurso do OBAMA, lhe escapou: “FUI PREPARADO POR ANOS, PARA SER PRESIDENTE DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA”. A nítida impressão que se tem, é que foi preparado por Terroristas muçulmanos. E se aproveitando de atual tecnologia usada por NSA, PRISM E VERIZON, incluindo os Drones, está sabotando o mundo civilizado, sob alegação que combate o Terrorismo, porém OBAMA, na verdade combate a civilização ocidental e oriental, em prol dos Terroristas muçulmanos!
    A Europa e os países civilizados não podem e nem devem aceitar qualquer ajuda desse “infiltrado” na presidência americana, o OBAMA, que se faz passar por um simples mulato, e cuja verdadeira identidade continua uma incógnita!

    • admin 08/09/2013 at 01:25 #

      Obrigado pela colaboração, Dagmar Marie.

  2. César 25/05/2014 at 00:06 #

    Amigão, Obama é só o peão da história, quem controla tudo são os Rothschild e os Rockefeller.

Deixe uma resposta