Hassidismo judaico protesta contra realização de eleições em Israel.

Centenas de integrantes do movimento Satmar Hassidic (hassidismo judaico, corrente mística do judaísmo ortodoxo), que se opõe oficialmente ao sionismo e à existência dum estado liderado por judeus antes da chegada do Messias, manifestaram-se em diferentes cidades israelenses, entre elas Bnei Brak (a este de Telavive), Beit Shemesh (sudeste de Al-Quds, Jerusalém) e na localidade de Mea Shearim (a norte de Jerusalém), onde exigiram aos cidadãos israelenses que evitem votar. 

Também na segunda-feira, indignados do hassidismo realizaram outras manifestações de protesto em Mea Shearim, dirigidas por Stamar Rebbe, líder do hassidismo judaico. 

Hassidismo contra estado sionista

Hassidismo contra estado sionista

Terça-feira. na cidade de Ramat Beit Shemesh, a polícia do regime de Israel deteve um adepto do hassidismo que entrou em vários locais de voto pedindo aos eleitores que não votassem. 

As eleições para o parlamento israelense celebraram-se na terça-feira, 22 de janeiro de 2013, em todo o território ocupado, tendo o partido do atual primeiro-ministro israelense, Benyamin Netanyahu, conseguido 31 dos 120 lugares do parlamento. 

Esperava-se que a participação popular nas urnas superasse os 70%, contudo esse número não ultrapassou os 66%. 

Estas eleições, em que participaram 34 partidos, foram convocadas antecipadamente por Netanyahu, depois do seu governo não conseguir obter o apoio suficiente no parlamento para definir o orçamento do estado para 2013.

Fonte: HispanTV

Tradução: Sionismo.net

,

No comments yet.

Deixe uma resposta