Reuven Rivlin, presidente de Israel afirma que “a sociedade israelense está doente devido ao racismo”.

Reuven Rivlin foi eleito presidente de Israel em 10 de junho de 2014, tendo tomado posse no dia 24 de junho, em substituição do socialista Shimon Peres. É membro do partido sionista de extrema-direita Liduk, tal como o primeiro ministro Benjamin Netanyahu. Foi ministro das Comunicações durante o governo chefiado por Ariel Sharon, presidente do partido Liduk e presidente do parlamento israelense (israelita, em português de Portugal). É famoso pelas posições radicais que defende, tal como a sua oposição à criação de um Estado Palestino.

Numa conferência intitulada “Da xenofobia a aceitar o outro”, organizada no passado dia 19 de outubro pela Academia de Ciências e Humanidades de Israel, Reuven Rivlin surpreendeu os acadêmicos, cientistas, políticos, jornalistas e restantes assistentes declarando que “a sociedade israelense está doente devido ao racismo” e que “a tensão entre judeus e árabes dentro do Estado de Israel chegou a níveis sem precedentes”.

Reuven Rivlin

“Não somente nos esquecemos do que representa ser judeu, mas esquecemos o que é ser um Ser Humano”, afirmou Rivlin, parafraseando Buber.

Rivlin recordou “a alarmante sequência de incidentes” que tem marcado o quotidiano de Israel e o consequente impacto nas relações e na sociedade.

No dia anterior à conferência, diversos políticos sionistas pediram a expulsão da primeira divisão de uma equipe árabe de futebol, por terem prestado homenagem a um antigo deputado israelense de origem palestiniana (palestina, em português de Portugal).

 

Referindo-se à última ofensiva militar contra os civis de Gaza, o presidente do estado sionista afirmou que “é o momento de admitir honestamente que a sociedade israelense está doente, sendo nossa obrigação curar esta doença” e que “a epidemia da violência não está restringida a grupos específicos, tendo-se infiltrado em todas as áreas da sociedade”. Acrescentou que “existe violência nos estádios desportivos, nos círculos acadêmicos, nos hospitais e nas escolas”.

“Esquecemo-nos do que é dialogar? Abandonámos o segredo do diálogo?”

“Não somente nos esquecemos do que representa ser judeu, mas esquecemos o que é ser um Ser Humano”, afirmou Reuven Rivlin, parafraseando Buber.

, ,

3 Responses to Reuven Rivlin, presidente de Israel afirma que “a sociedade israelense está doente devido ao racismo”.

  1. Vitorino Batalim 22/10/2014 at 12:58 #

    Que grande descoberta! Como se ele não soubesse que os judeus sempre foram os maiores a mais fanaticos racista contra todos os não judeus. Que querem dizer quando afirmam que são o povo escolhido? Não que os não judeus não têm lugar entre os filhos de Deus? Que qurem dizer quando designa todos os não judeus de gentios? Não é aquilo que dizem os seus livros sagrados Talmude e Tora que lhes ensina que aqueles a quem assim designam são animais-irracionais-que não têm quaisquer direitos humanos e que Deus os fez para serem escravos dos judeus?

    • admin 22/10/2014 at 21:58 #

      Olá Vitorino Batalim,
      Obrigado por comentar.
      Não deixa de ser curioso e bastante significativo que seja o próprio presidente do estado de Israel, um sionista da ala conservadora a emitir tais declarações.
      A próxima vez que os troles sionistas que tanto abundam em internet, ao serviço do mossad, acusarem de anti-semitas todas as referências ao racismo de Israel, podemos responder que é o próprio chefe de estado que o diz…
      Corrijo contudo que esse tipo de referências aos não-judeus não se encontram na Torah (antigo testamento) mas sim no Talmude.
      Abraço

  2. Fausto Barros 28/10/2014 at 14:12 #

    Olá, jovens!
    Sempre existe a possibilidade de estarmos enganados – e até mesmo errados, mas…
    O judaísmo é o escudo sionista; o sionismo é o braço político-econômico dos judeus. Completam-se e são um só. Diferenças semânticas convêm apenas a eles.
    Alguém precisa avisa-los de que o desprezo pelas setenta semanas transformou em pó o tal do “povo escolhido”.
    Assim como cristãos amam ovelhas e muçulmanos, robôs – judeus, escravos. E isso está muito claro no Talmude.
    De resto, hebreus não são os negros?

Deixe uma resposta