Genocídio em Palestina: Comité Internacional de Direitos Humanos Islâmicos acusa Israel de procurar o extermínio de Gaza

O Comité Internacional de Direitos Humanos Islâmicos “Faisal Sergio Tapia”, denuncia perante a comunidade internacional que Israel planeia y executar um novo plano de extermínio contra a Faixa de Gaza, como em 2009, um novo Genocídio Palestino, massacrando crianças e mulheres, violando os direitos humanos da nação palestina, usurpada e ocupada pelo exército de ocupação israelense (pt, israelita).

Como na Operação Chumbo Fundido de 2009, o estado sionista planeia um novo genocídio na Faixa de Gaza.

O governo israelense (pt, israelita), conjuntamente com o seu exército de ocupação, manifestaram mais de uma vez o desejo de exterminar a Faixa de Gaza e realizar uma operação de maior envergadura que a criminosa Operação Chumbo Fundido, que não deixa dúvidas sobre a intencionalidade dos ataques;  sistematicamente bombardeiam casas, hospitais, automóveis civis com a evidente intenção de matar o maior número possível de civis. Todos os atos evidenciam, pela sua coordenação, constância e continuidade, que a população civil é o objetivo militar dos ataques israelenses sobre a Faixa de Gaza, um genocídio premeditado.

O ativista de direitos humanos islâmicos, Faisal Sergio Tapia, recorda que durante a Operação Chumbo Fundido, os soldados israelenses (pt, israelitas) decidiram utilizar métodos de genocídio e extermínio contra a população civil, utilizando a mulheres embaraçadas como alvos. A criminosa competição sionista consistia em ver quem assassinava um maior número de mulheres grávidas. Decidiram dar publicidade mundial a esta nojenta prática, vestindo camisolas onde exibiam mensagens alusivas: “1 bala, 2 mortos”. A façanha da competição era que por cada mulher assassinada (1 bala), morreria a criança em gestação (2 mortos).

O Comité Internacional de Direitos Humanos Islâmicos Faisal Sergio Tapia, também assinala que as crianças de Palestina na Faixa de Gaza vivem sob o genocídio de bombas e de metralhadoras por parte do exército israelense (pt, israelita), “onde vivem 700.000 crianças que são submetidas a constantes massacres, assassinatos, a crimes contra a humanidade, ao genocídio planeado, ao bloqueio humanitário, sequestros e à destruição das suas escolas, lares e famílias”

A Faixa de Gaza é um campo de concentração, um campo de matanças, alvo favorito da barbaridade israelense, com a total aprovação e bendição dos guias espirituais sionistas que nos seus sermões ensinam aos jovens soldados israelenses  que “em Gaza não há inocentes”, portanto todos o genocídio da população da Palestina é absolutamente “legítimo”.

Fonte: Al-Quds – Ramadan News Agency

Tradução: SionismoNet

 

, ,

One Response to Genocídio em Palestina: Comité Internacional de Direitos Humanos Islâmicos acusa Israel de procurar o extermínio de Gaza

  1. Antônio Franco 11/02/2013 at 03:02 #

    Queria deixar aqui um vídeo com uma entrevista realizada ao Dr. Ahmadinejad Grande e Digno Presidente do Irã que admiro e respeito muito!

    http://www.youtube.com/watch?v=exltzI4v_qY&feature=share

Deixe uma resposta