13 responses

  1. Bartira Lima
    19/11/2012

    A crueldade, o ódio, a vontade de extinguir os palestinos em Gaza é repulsiva!!! Por que Israel, apoiado pelos EUA, entre outros países, não deixam os palestinos onde estão? O SIONISMO israelita está fora de controle, a mídia mostra apenas o que quer mostrar, a falta de informação ou de desinformacção PALESTINA/ISRAEL é clara.
    Há séculos palestinos já viviam naquela região, a qual Israel quer tomar para si, a custo de sangue!!!!!!!! Quem apóia Israel não conhece nada da história desses povos, é preciso se informar, estudar, procurar fontes confiáveis para ter sua opinião, e mais ainda conhecendo a história desses povos podemos ter o poder de pensar por nos mesmos e dizer não à guerra contra Palestina!

    Responder

    • admin
      20/11/2012

      É verdade, como muito bem disse, “o sionismo israelita está fora de controle”…

      Responder

    • Joel
      18/12/2012

      Surpreende-me tanta ignorancia dos fatos. Que povo é este – palestino? Volte no tempo e pesquise os registro históricos, você não demorará a descobrir que “povo palestino” não existe na história e tudo não passa de uma invenção moderna para deslegitimar Israel.

      Próximo do ano 100 de nossa era o imperador Adriano, não suportando mais a s revoltas judaicas provodas pela ocupação romana, expulsou definitivamente os judeus e rebatizou a terra como Palestina, pois o termo lembrava os ‘Filisteus’ e era ofensivo aos judeus. Aos poucos os árabes desgarados foram se alojando ali e os agrupamentos palestinos não passam de árabes oriundo das nações vizinhas.

      Portanto tratar Israel como invasor é fechar os olhos para a realidade histórica e cantar o coro dos contentes, pois é lindo e muito mais fácil falar mal de uma nação democrática e próspera como a nação judaica do que se atrever a falar a verdade e desafiar os intolerantes e fanáticos arábes e correr o risco de ser sentenciado à morte como o foi Salman Rushdie.

      Israel é sinônimo de democracia = povo livre (nativos e estrangeiros) e imprensa livre. E das nações ao redor o que me diz?

      Responder

      • Egila
        20/12/2012

        Joel, se o Estado de Israel é assim tão democrático, por que não da uma demonstração dessa democracia, liberdade e igualdade para com os povos e aceita viver na porção do território que lhe foi destinado na partilha da ONU? Por que invade, massacra e pratica o bloqueio a um território que não lhe pertence? Por que fecha todos os espaços de Gaza e não permite seu povo ter dignidade? Penso que já não importa muito a história de cada povo, mas sim importa agora o respeito à vida, à dignidade. Depois de tudo, deveria-se abrir mão do orgulho, da arrogância e da selvageria e viver de deixar viver os outros também, pois o mesmo valor que tem a vida de um israelense tem a vida de um palestino, pelo menos assim deveria ser.

        Responder

      • Joel
        09/02/2013

        Você já percebeu o que ocorre com cada pedaço de terra que Israel cede? Vira uma nova plataforma de lançamento para os terroristas do Hamas.

        E também dizer que Israel não se retirou para a “porção do território que lhe foi destinado na partilha da ONU” é ignorar os fatos. Na partilha Israel aceitou sim o acordo; quem não o aceitou foram os estados árabes que atacaram imediatamente Israel sem prévio aviso e foram derrotados. Na realidade os que os árabes querem é um oriente médio sem Israel e nada menos que isso.

        O que a liderança Palestina faz com os milhões de dólares recebidos anualmente como ajuda humanitária? Não permite que ela chegue ao povo para poder mantê-lo em penúria e assim atrair a atenção da mídia que adora falar mal de quem pode, como a nação de Israel que é democrática.

        Se o Hamas e o Hezbollah mudassem suas posturas e procurassem realmente deixar a condição de terroristas que não merecem nenhum respeito para dialogar de verdade, ambos os lados sairiam ganhando porque não somente Israel, mas a maioria das nações contribuiria para a pronta reestruturação da Palestina, mesmo, como já escrevi, sendo ela uma invenção moderna, pois nunca houve povo palestino e muito menos um país com este nome.

        Responder

      • Vitorino Batalim
        21/08/2014

        o problema Joel é que você não sabe ou ignora por conveniencia que o Hamas, o Hezzebollah, a al Qaida, a Irmandade Muçulmana e a maioria dos grupos terroristas foram criados por Israel e pelo sionismo nazi, são mantidos e usados por eles para serem usados como e quando é conveniente a Israel e ao sionismo nazi. Não lhe parece estranho estranho que após a guerra civil libanesa quem ficou a controlar o país foi o Hezzebollah de cujos membros ninguém conhece a nacionalidade e nunca mais houve problemas com Israel? Não lhe parece estranho que após a saida de Israel da Faixa de Gaza quem ficou no poder foi o Hamas que não obedece à Autoridade Palestiniana-ela própria dirigida pelo sionista Mahmoud Abbas-e que o Hamas, apesar de aparentemente apoiao pelo Irao não consegue mais do que misseis artesanais?
        Sabe porquê? Primeiro porque Israel não quer fazer a paz porque necessita, para a sua existencia de viver em estado de guerra e ameaça permanete a sua soberania. Segundo porque a guerra de palavras entre o Irao e Israel não passa disso mesmo uma vez que Ahmadinejad é, ele próprio, judeu a sionista tal como os dirigentes máximos do Hezzebollah e do Hamas. Para justificar os estado de guerra em que quer viver o Hamas manda uns misseis artesanais absolutamente ineficazes para Israel quando o seu governo sionista nazi ordena que o faça.

        Responder

      • tdt
        03/08/2014

        Joel, essa tése, que é pura mitologia, não consta em nenhum registo histórico daquela região. Os feitos de um suposto povo Israel constam só em textos de certas pessoas completamente desconhecidas na História da região. O primeiro e último registo de um “povo” de Israel, consta num único registo egípcio, mas atenção. O termo povo designa “gente” e o termo “Israel” designa uma família nómada.

        Os Hebreus sempre foram, são e serão árabes. Hebreu é a primeira e única identificação correcta daquilo a que uns chamam povo de Israel. David, Salomão nunca existiram. O mesmo, o chamado reino de Israel ou de Judeia.

        Se o actual Israel se considera a única democracia na região, pouco ou nada interessa ao restante Mundo. As relações com os países na região nunca dependeram do regime político em Israel. A propósito, a única verdadeira democracia na região é o Líbano.

        Responder

    • antonio
      30/12/2012

      Meu amigo, pelo simples fato de que as terra onde eles estão foram tomada do judeus pelo árabes no seculo VI.

      Em 638, a região foi conquistada pelos árabes, no contexto da expansão do islamismo, e passou a fazer parte do mundo árabe, embora sua situação política oscilasse ao sabor das constantes lutas entre governos muçulmanos rivais. Chegou até mesmo a constituir um Estado cristão fundado pelos cruzados (1099-1187). Finalmente, de 1517 a 1918, a Palestina foi incorporada ao imenso Império Otomano (ou Império Turco). Deve-se, a propósito, lembrar que os turcos, e embora muçulmanos, não pertencem à etnia árabe.

      meu amigo, os judeus só estão tomado o que fora roubado deles.

      E só mas uma coisa;
      O povo muçulmano teve em mãos a terra da palestina por mais de mil anos e em vez de criar uma grande potencia, que em pedisse a volta do donos da terras, em vez disso ficaram guerreando entre sim, Há é ,eles ainda estão fazendo isso!

      Nunca ouvir um judeus pregando o ódio ou explodindo igreja , mesquita embaixadas, prédios públicos.

      Nunca ouvir o governo dizendo que irá risca uma nação islâmica do mapa. nunca ouvir um rabino recrutando em sinagoga pessoas para lutar, contra os muçulmanos ou cristão.
      Nunca ouvir na mídia ou internet algum rabino pregando a destruição ou matança de pessoas que não fosse da religião dele.

      Agora tudo isso já ouvir dos antissemitas.

      que pregam a destruição total do judeus e cristão por uma guerra que eles os chamam de “guerra santa”, que na realidade é guerra demoníacas.

      Responder

    • Vitorino Batalim
      21/08/2014

      O maior problema que o mundo e a humanidade vivem resulta exactamente da ignorância de que os USA são um país ocupado politica, economica e miliotarmente por Israel através dos Sionistas nascidos na America e que controlam todas as instituições nacionais como acontece na maioia dos outros paíoses. Isto, manipulado pela Media internacional, propriedade do sionismo nazi conduz à confusão universal de que os USA e a maioria das outras nações apoiam Israel na prática de todos os seus crimes contra a HUMANIDA. Na verdade o que acontece é que Israel, controlando através dos sionistas nascidos fora de suas fronteiras, com apoio de agentes sionistas, nacionais de outros países usam essas nações e os seus meios como se de bens e propriedades suas se tratasse.

      Responder

  2. Yahushua
    08/12/2012

    O Estado de Israel é um plano dos senhores do mundo, sendo filho da Inglaterra e os EUA, o holocausto foi uma farsa onde quem o financiou foi os próprios “falsos judeus” para a criação do Estado de Israel. O atual povo judaíco são descendentes dos Czares russos!

    Responder

  3. chaplin
    20/12/2012

    Muito oportuna a matéria! Desnudar as diferenças cruciais entre semitas e sionistas. O próprio Hitler era um sionista e nem por isso deixor de perseguir judeus semitas. Além dos propósitos serem diferentes, o dos primeiros, expansionista econômico, o dos segundos, religiosos culturais, há de reparar suas origens, onde sionistas são descendentes de brancos caucasianos e judeus semitas do oriente médio.

    Responder

  4. Luis Gonçalves
    21/12/2012

    Por favor, será que alguém do site Sionismo.net poderia me conseguir o e-mail do historiador Mateus Soares de Azevedo. Eu estou preparando um livro baseado na sophia perennis e gostaria de falar com o Sr. Azevedo. Se alguém puder conseguir o contato dele, agradeço desde já. Grato.

    Responder

  5. manoel m c
    16/04/2014

    esse historiador e daqueles que seguem a midia antissemita e anti israel. o que os paises arabes sempre quiseram e continuam sonhando juntamente com o irã xiita e a deatruiçao de israel. o que graças a Deus nao vai acontecer pois israel existir como nação é cumprimento de profecia biblica não adianta os inimigos torcer o nariz. Deus nao dorme nem cochila e sempre protegera israel. voce acha que israel venceu tod as guerras contra os arabes porque e forte? é porque Deus é com israel.

    Responder

Leave a Reply

 

 

 

Back to top